sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

2015 e a tampa do caixão

video
Nova matriz econômica está de volta


Numa das semanas mais lamentáveis da história brasileira, fomos golpeados pelo STF bolivariano aparelhado pelo projeto de poder petista, que atropelou as funções da Câmara dos deputados e se tornou um novo poder que cria leis ao invés de aplicá-las. Eu tive o desprazer de ouvir na íntegra o julgamento do processo e perceber que a Dilma não sai de lá exceto por um cenário extremamente catastrófico para o Brasil, pois nem uma rejeição de 90% serve.

Agora há pouco, Nelson Barbosa, o pau-mandado da Dilmãe, tomou o lugar do natimorto Levy, que não fez absolutamente nada no tempo em que permaneceu, boicotado pelo próprio governo e também pela inaptidão política de defender suas idéias de uma forma mais sensata ao invés de repetir "CPMF" e "aumento de imposto" por um ano. Isso significa uma guinada à esquerda novamente, com Dilma cercada mais uma vez somente por puxa-sacos e comprados, que não terão coragem ou conhecimento técnico para questioná-la dos futuros absurdos e intervencionismos que ela certamente fará, tentando alterar a matemática básica do mercado e espantando de vez investidores.

O cenário agora é o mais propício para medidas ainda mais populistas e afrouxamento fiscal, que certamente irá resultar em mais inflação acompanhada de canetadas fortes contra o mercado, a iniciativa privada e investimentos, além de novas bolsas, pacotes de estímulo e distorções para agradar a massa ignorante e os que mamam nas tetas estatais (sindicatos, ONGs, MST e outros vermelhinhos).

Lamento muito de ver que o Brasil se tornou um péssimo lugar para nós investidores. Meu dinheiro hoje está basicamente em Tesouro Direto atrelado ao IPCA, que paga um rendimento real excelente. Esse foi o ano em que mais ganhei dinheiro em toda minha vida, porém, quase nada veio da bolsa. A maior parte veio de empréstimos, negócios com consórcios e de taxas absurdas da renda fixa. Esse dinheiro, em uma economia saudável, poderia estar sendo aplicado em start-ups, em tecnologia, em inovação, em produção, em qualquer coisa mais útil do que bancar os gastos públicos descontrolados do leviatã estatal em troca de juros pagos por todos nós, principalmente os mais pobres.

Continuo com a estratégia mencionada com Bitcoins nos últimos posts e estou estocando dólares, ainda mais depois de hoje. Não volto para a bolsa tão cedo, exceto por trades pontuais. Esse foi o ano que mais lucrei justamente por ter me tornado excessivamente avesso ao risco, e deu certo. Em um cenário como o nosso, a análise fundamentalista e técnica vai pra lata do lixo e tudo que resta é a análise política, totalmente imprevisível numa terra com Dilmas, Cunhas, Renans e Lewandovskys. Você analisa uma empresa, coloca seu dinheirinho lá e no dia seguinte sai uma MP destruindo o setor dela. Até mesmo a renda fixa está em perigo, com novas alíquotas de tributação, decisão totalmente irracional para esse momento.

Não existe saída além da queda de Dilma, e mesmo com isso, existe um vácuo gigantesco na nossa política a ser preenchido por pessoas competentes que façam o que é necessário, encarando toda a massa de resistência organizada pela esquerda, composta por "intelectuais" comprados, sindicatos, vagabundos (principalmente professores), cultura de aversão ao capitalismo de livre-mercado, que torna até mesmo a reorganização de escolas uma pauta inflada capaz de protestos violentos, invasões e difamações. Essa resistência é grande, é alimentada direto na fonte pela impressora de dinheiro e necessita de uma força política muito grande para enfrentá-la e principalmente escancarar para todo o povo o perigo que representam. Quem pode fazer isso hoje? Ninguém.

Esse é meu post de encerramento do ano, o fechamento das finanças eu farei somente em Janeiro. Ao mesmo tempo que financeiramente foi um ano muito bom por eu ter dançado conforme a música, foi um ano que irá marcar o Brasil como o ano do atraso e da destruição de valor promovida pelo Estado.

Obrigado a todos os visitantes do blog, são poucos mas são todos queridos. A nossa blogosfera carece de mais conteúdo relevante e acho que esse vácuo é muito mais fácil de ser preenchido do que o vácuo político brasileiro.

Feliz natal e um excelente ano novo para todos!

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

[Bitcoins] Parte 3 - Conversão de moeda e cartão de crédito pré-pago

Olá aportadores,


Segue mais um da série de posts sobre Bitcoin.
Links para a parte 1 e 2:


[Bitcoins] Parte 1: Um novo modelo de moeda


[Bitcoins] Parte 2: Criando a carteira e transformando Real em Bitcoin


Vamos recapitular alguns conceitos básicos:
  • Bitcoin é uma moeda completamente digital e descentralizada, não regulada por nenhum banco central;
  • Bitcoin é uma moeda intrinsicamente deflacionária, ao contrário de todas as outras moedas do mundo. A quantidade a ser minerada é limitada e posteriormente ela será infinitamente divisível;
  • Você cria carteiras gratuitamente;
  • Você movimenta Bitcoins entre carteiras livremente; existe uma taxa muito pequena de "comissão" para os agentes da rede que validam a sua transação
  • Você adquire Bitcoins através de corretoras, em um funcionamento bem parecido com a compra e venda de ações;
  • Atualmente são poucos os estabelecimentos que aceitam Bitcoins.
Bom, se o Bitcoin por si só ainda não tem muita utilidade, porque eu o usaria?

Uma das melhores utilidades que eu enxergo para o Bitcoin hoje é como ferramenta de conversão de moeda. A partir do momento que você adquiriu Bitcoins, é muito fácil converter seu saldo Bitcoin para qualquer outro tipo de moeda, ou até mesmo para Ouro ou Prata. 

Conversão monetária

Existe vários serviços que funcionam como ferramenta de conversão monetária. Vou apresentar um deles aqui, o Coinapult. Outros similares são Uphold e Advcash.

O funcionamento básico é o seguinte: você transfere Bitcoins para a Coinapult, que serve como carteira digital, e a partir do site deles pode vender os Bitcoins e convertê-los para: Dólar Americano, Euro, Libra Esterlina, Ouro ou Prata. Um recurso interessante para lojistas e vendedores que querem aceitar Bitcoin mas temem a oscilação constante da moeda é a chamada carteira Auto-sell, onde ao receber Bitcoins nesse endereço de auto-sell, o saldo recebido é automaticamente convertido para uma das moedas mencionadas, evitando assim os riscos da flutuação constante.

Abrir a conta é bem simples, basta ir em Sign-up e preencher o formulário. Coloque um e-mail válido, pois o site irá enviar um link de confirmação.

Depois de criar a conta você já fica apto a receber Bitcoins na plataforma.


Se você enviar Bitcoins para a carteira informada, você pode vendê-los através do botão Convert e selecionar pra qual moeda você deseja converter. A calculadora pode te ajudar a saber com antecedência qual será o valor obtido.




Quando quiser converter de volta para usar os Bitcoins ou transferir para uma carteira mais segura, faça o processo reverso (Buy) e depois clique na carteira no menu superior para enviar os Bitcoins para outro lugar. Você pode conferir taxas e criar os endereços de auto-sell mencionados no menu de transactions.

Em https://coinapult.com/price você confere quais são as taxas cobradas pela plataforma para conversão de cada moeda.


OBS: não considero o Coinapult um site muito seguro para deixar o saldo lá. Coloquei ele aqui para fins didáticos. O Advcash e o Uphold possuem cadastros mais seguros, com verificação de identidade e maior segurança para esse tipo de transação. O Uphold permite conversão para muitas outras moedas também, mas ainda não o testei. Pelo Advcash você também consegue transformar em Dólar, Euro e outras, só não tem o Auto-sell.

Usar o Bitcoin como ferramenta de proteção cambial te permite:
  • Planejar uma viagem com mais facilidade. Você pode desde já começar a guardar uma parte do dinheiro em dólar (ou moeda X) através de uma dessas ferramentas e se proteger caso uma nova disparada da moeda aconteça.
  • Evitar a cotação do dólar das casas de câmbio, geralmente bastante superiores ao dólar comercial.
  • Evitar as tarifas dos bancos para conversão de moeda.

Cartão de Crédito Pré-pago em Bitcoins

Aqui pra mim é onde o Bitcoin brilha, ainda mais para nós brasileiros, um país de moeda fraca e impostos altos.
Existem serviços onde você pode adquirir um cartão de crédito com a moeda de sua preferência, com um saldo pré-pago. O melhor é o Advcash e ele funciona assim:


  • Você pode escolher entre ter um cartão puramente virtual ou um cartão físico. O cartão virtual você utiliza para fazer compras online apenas. O cartão físico é um cartão de crédito comum que chega na sua casa em no máximo duas semanas.
  • Você envia Bitcoins para sua conta Advcash e converte seu saldo para a moeda desejada.
  • Você usa o seu saldo para dar carga em um dos seus cartões de crédito.
  • Pode usar o cartão a vontade em qualquer lugar sem pagar IOF ou outras taxas locais!
  • Você pode inclusive utilizar seu cartão para compras em Real! O cartão converte automaticamente pelo câmbio normal, sem taxas ou surpresas.



Vejam todas as possibilidades que esse tipo de cartão oferece:

  • Fazer compras em dólar ou qualquer outra moeda sem IOF
  • Planejar uma viagem para fora do país adquirindo dólares em momentos de cotação baixa, sem casa de câmbio, sem taxas abusivas, sem surpresas, mantendo seu saldo em dólar pronto para ser usado a qualquer momento
  • Trocar a moeda local por uma moeda mais forte e utilizá-la nos gastos do dia-a-dia
  • Cartão pré-pago, permite controle total de gastos, dá até pra dar de presente pra alguém, controlar os gastos da família/filhos, etc
  • Viajar levando pouco dinheiro em espécie e utilizar o Bitcoin como ferramenta para converter seus reais em moeda X a qualquer momento de qualquer lugar do mundo da forma mais barata possível
Dessa maneira o Bitcoin se torna uma ferramenta de conversão de moeda prática, simples e MUITO MAIS BARATA que qualquer outra alternativa hoje.
A moeda digital oferece uma tecnologia disruptiva para alterar completamente o setor bancário no mundo todo, assim como os governos e seu monopólio de controle de moeda.

Por enquanto a série termina aqui, mas podemos ter novidades mais pra frente.

Espero que tenham gostado e que criem suas carteiras e cartões de crédito Bitcoin para utilizarem tudo que a tecnologia oferece.

Abraços!




quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Aberto o Processo de Impeachment


Agora vai?

Bolsa já está disparando lá fora... preparem-se para o maior turbilhão político das últimas décadas nesse mês.

Eu comemorei. É um passo. Petistas já estão surtados. Agora é hora de separar o joio do trigo e ver quem ainda defende a bandidagem.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Fechamento do mês nov/15

Olá aportadores,


O penúltimo mês do ano foi mais um longo, triste e tenebroso episódio pra economia (e até ecologia) brasileira e sua crise infinita que nos assola há mais de um ano e joga o país agora para a depressão. A recessão já ficou no passado.

Eu estou cansado já de tudo isso... de aguentar idiotas, de ver notícias imbecis sobre coisas irrelevantes toda vez que a merda cai no colo do PT, de retardados que nada entendem sobre economia e fazem longos textos defendendo mais amor, mais poesia, mais Av. Paulista fechada de domingo como solução pra todos os problemas.

Brasileiro é um povo idiota mesmo, completamente sem rumo e sem conhecimento. A massa de estudantes ignorantes fechando escolas em São Paulo com o apoio dos movimentos sindicais petistas é mais uma prova disso. Estão usando a molecada burra como idiotas úteis pra fazer um auê absurdo sobre um tema muito simples e pra tirar o foco de toda a merda que a Dilma fez durante o ano. Nem um pio sobre o corte no FIES, no Ciência sem Fronteiras, na verba pra educação. Agora o Alckmin quer reorganizar escolas de SP e fazem esse estardalhaço todo. Não sou PSDBista, acho o Alckmin um imbecil completo e oportunista, mas é extremamente óbvio o uso político dessa molecada na situação atual pra tirar o foco do PT. Na falta de um escândalo pra alardear da oposição, escolheram esse tema aí e foda-se. Os adolescentes estão se divertindo com tudo isso, podendo invadir escola, fazer bagunça e ainda posar de defensores da justiça. Hoje passei em frente a uma escola pública perto de casa (não invadida) e a rua inteira estava cheia de papéis no chão, parecia época de eleição. Chegando perto vi que eram cadernos rasgados. A molecada rasgou tudo e jogou na rua pra comemorar o fim das aulas. É essa gente que está agora posando de arauta da justiça porque o Alckmin quer readequar escolas.

Fiquei bastante surpreso com a prisão do André Esteves do BTG no meio do rolo. Não conhecia muito sobre a atuação do BTG com o governo, mas até então considerava uma instituição séria. É mais um exemplo de como os grandes bilionários brasileiros se envolvem com o Estado agigantado, poder político e a máquina de imprimir dinheiro e benefícios. Muito triste e mais um golpe na bolsa brasileira, que oferece cada vez menos opções interessantes e desvinculadas das sujeiras do governo.

O #ForaCunha se tornou #FicaCunha pra um proteger o outro. E estamos na seguinte situação:

  • Presidente do Executivo: suspeita de envolvimento no petrolão, o maior roubo da história da humanidade; cometeu crime de responsabilidade fiscal e quebrou o país pra garantir reeleição
  • Presidente da Câmara: corrupto prestes a ter o mandato cassado e com o poder de abrir processo de impeachment contra a presidente do Executivo. Está usando o futuro do país como arma para fazer chantagem e se proteger.
  • Presidente do Senado: também corrupto e envolvido nos mesmos crimes do presidente da câmara, porém aliado do executivo, que o protege e evita danos maiores a sua imagem para mantê-lo ajudando.
  • Judiciário: tomado por indicados do PT que obviamente estão lá para ajudar a afrouxar penas e auxiliar o partido a perpetuar-se no poder eternamente.
Essa é a realidade da democracia à brasileira. Tem como dar certo? Tem como resolver alguma crise nessa situação?


2015 será um ano para esquecer pra muita gente. Ironicamente, está sendo um ano extremamente lucrativo pra mim e vejo que os amigos aportadores também estão surfando na renda fixa e seus juros enormes. A crise do "governo dos pobres" aumenta o abismo entre a classe dependente de salário e esmolas e a classe investidora. O de cima sobe e o de baixo cresce.



Blábláblá, vamos ao resultado.


Aporte: R$ 2800,00
Rentabilidade do mês: 2,35%
Evolução anual: 21,32% :)




Estou sem ações. Fiz outro trade de sucesso no começo de novembro com ITSA4 e só. Meu dinheiro está investido em outras operações e esse mês de dezembro eu finalmente vou receber a rentabilidade acumulada desse investimento, cerca de 13% em menos de três meses. Nada mau!

Comprei alguns pré-fixados que estavam pagando cerca de 19% ao ano. Espero que a economia não piore a ponto disso ter sido um mau negócio, rs.

Estou pensando no que fazer agora nesse final de ano. Com a disparada dos juros do Tesouro novamente, estou pensando em pegar uma parte do dinheiro e deixar em um título IPCA semestral pra 2035 ou 2050. Uma espécie de mini-aposentadoria garantida com uma rentabilidade real mais a inflação pelos próximos anos. Vou pensar direito.

Bom, era isso. Até o próximo fechamento do ano!