quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

PagPouco.com

Post rápido para dar uma dica muito boa para economizar no supermercado: o site pagpouco.com:


Descobri ele recentemente e já estou usando bastante. O site compara preços nos mercados da sua região, permite que você faça sua lista de compras, crie alertas de preço para os produtos que quer pechinchar e faz a comparação de preço de forma bastante precisa.

O que eu mais gostei é que depois que você monta a lista, você tem a opção de ir no mercado onde você irá comprar tudo mais barato, ou então a opção de ir em vários mercados diferentes, pegando a pechincha de cada um. Cara, eu esperei a vida toda por um site desse rs. Tem versão pra celular também, funciona legal.

Fiz a propaganda de graça aqui pois eu achei a idéia e a execução fantásticas, não sei se cobre ainda muitas regiões, mas é revolucionário. Dá pra economizar uma boa grana por mês.

Abraços!

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Novatos em finanças



Percebo a cada dia mais como o brasileiro médio é muito mas muito amador em qualquer coisa relativa a finanças. Quem está acompanhando a alta do bitcoin recentemente deve ter visto que a moeda disparou desde metade de dezembro, hoje caiu um bocado, e amanhã sabe-se lá o que vai acontecer. Esse comportamento é natural no livre mercado e vemos isso diariamente em ações, opções, moedas e etc.

Como eu já invisto desde os 20 e já fiz várias cagadas vergonhosas estou bastante acostumado com a oscilação de tudo e após ler bastante sobre o mercado, investimento a longo prazo, entender um pouco de análise fundamentalista e principalmente pela própria experiência de erros que me fizeram aprender bastante, não ligo muito para isso e procuro fazer o essencial que é tentar não achar explicações racionais para os movimentos de curto prazo, pois qualquer mercado é a soma de inúmeros agentes (pessoas e empresas) cada um com seus próprios objetivos, pensamentos e convicções, jogados em um ambiente de livre troca, que forma e desforma tendências como ondas.

Dito isso é muito triste perceber o amadorismo do brasileiro médio relacionado ao mercado de ativos. Quando tento dar dicas para os amigos e colegas, as perguntas sempre são as mesmas:

"Mas eu posso perder dinheiro?"
"Mas e se cair a cotação?"
"Não é muito arriscado?"

O medo da perda é absurdo entre as pessoas que nada tem. Essa é a parte mais irônica de comparar investidores com não-investidores. As pessoas que não possuem nada de patrimônio morrem de medo de ter algum um dia e perder uma parte dele do dia pra noite com a queda de alguma ação ou desvalorização de um título do tesouro direto.

Lembro dos fóruns da ADVFN que frequentava quando comecei a tentar fazer trades. Achava como todo novato que o mercado era fácil de ser domado, e que eu iria multiplicar aqueles 5 mil que eu tinha acumulado muito rapidamente. Lá era dominado por malucos como eu na época e traders frustrados que perderam fortunas e tentavam desesperadamente recuperar o dinheiro. Além dos espertões que passavam o dia gritando e propagandeando o mico que possuíam em mãos tentando criar um movimento de compra ou algo do tipo.

Felizmente caí fora daquele lixo logo no começo e passei a ler, ler e ler muito sobre investimentos. A pressa de querer ganhar me fez perder muito pois eu pulei a etapa mais importante que é estudar a fundo em obras de boa qualidade ao invés de fóruns e porcarias da internet.

Hoje vejo o mesmo movimento principalmente nos fóruns e grupos sobre bitcoin. Tem maluco abrindo tópico perguntando se acham que a moeda vai subir ou cair. Ou a galera que mete o pau no cara que alerta sobre o movimento de compra exagerado e a tendência de correção no curto prazo. As discussões são tão estúpidas que às vezes caio na risada, mas percebo que por trás disso existe uma cultura hedonista que hoje preenche todo o espaço brasileiro baseada no consumo desenfreado, no viver pelo prazer instantâneo e na perda de hábitos como apreciar arte de qualidade e estudar através de livros. A pessoa quer que o dinheiro dela suba sem parar e age com a emoção, pois não possui nenhum alicerce baseado na razão quando faz uma compra ou venda.

Somos um povo que lê muito pouco (quando sabe ler alguma coisa), não poupa nada, ouve lixo e tem fé no governo, uma receita que vai nos condenar ao fracasso e a estupidez financeira por muitos anos ainda.



domingo, 1 de janeiro de 2017

Fechamento do mês - Dez/16

Feliz Ano Novo!

Que 2017 seja um ano ainda melhor para nós investidores em todos os aspectos.
Que todos nós possamos seguir firme com nossas estratégias de crescimento financeiro e pessoal.

Resumão 2016: destruição do PT, recuperação tímida da economia, valorização da bolsa, establishment sendo destruído na Europa e EUA, esquerdistas demonstrando seu desprezo pela democracia, Mohammeds explodindo e fuzilando pessoas... enfim realmente foi um ano longo e bastante turbulento, mas financeiramente foi muito bom pra muita gente.

Por aqui realmente foi muito bom. 2016 foi um ano onde eu adotei uma estratégia bastante conservadora com ativos brasileiros, focando somente em Tesouro Direto e FIIs, mas bastante agressivo com os Bitcoins, moeda que eu resolvi aportar pra valer ano passado.

E o resultado não poderia ter sido melhor. Nesse mês de dezembro, a cotação em reais saltou de R$ 2606 para R$ 3400! Esse boom da moeda fez com que eu conseguisse meu melhor mês de todos os tempos, em um mês onde eu não consegui fazer aporte nenhum pois tive uma série de gastos extras com empréstimos e viagens.

Com isso eu finalmente atingi o tão esperado meio milhão e ainda com uma boa folga. 2016 foi um ano muito bom!

Curiosidades: esse ano eu aportei muito pouco comparado aos outros anos, porém o rendimento da carteira foi muito alto, mostrando que depois de alguns anos sofridos de aportes grandes que exigem muitos sacrifícios, você pode chegar na casa dos 30 anos respirando bastante aliviado pois o bolo formado começa a gerar dinheiro automaticamente. Em termos proporcionais, de todo o montante que meu patrimônio cresceu em 2016, 20% veio de aportes e 80% de rendimentos!

Graças a isso pude fazer uma viagem tranquila para um lugar muito bonito, ao contrário dos meus amigos endividados que passaram sufoco o ano inteiro e não puderam fazer nada sem entrar em novas dívidas. Aproveitei muito, comi em lugares fantásticos e não pesou no bolso. Aporte desde cedo para poder ter esse tipo de experiência. É muito bom ver e aproveitar os frutos da disciplina financeira.



Estratégia para 2017? Ainda estou pensando... vou liquidar uma boa parte da minha posição em Bitcoins e transformar em FIIs e TD. Depois disso vou ver se vale a pena formar uma carteira de ações. Talvez eu compre algum produto da Empiricus pra me ajudar com isso (aceito sugestões).

Eis o fechamento do mês e do ano:

Evolução do patrimônio anual: 35,24%
Evolução no mês: 5,34%


Abraços e excelente ano para todos!